fbpx

Em quantos de nós as dúvidas e interrogações da vida aparecem a cada novo passo dado? 

Porém apenas alguns, os raros, vivem de transformar essas interrogações em exclamações. 

Certo dia vi um homem que pelo feito tinha tudo, absolutamente tudo, que não fosse de homem.

Afinal, como alguém pode ser capaz de desafiar velocidade e tempo simultaneamente com as próprias pernas?

Natural que aos olhos de tudo que fosse possível e já conhecido, trovões costumam aparecer segundos depois dos raios.

Mas não falamos do natural, do costumaz, do elementar, do óbvio.

Sim, existe alguém que explode em raio, esteja ou não a tormenta por perto, afinal ele é o próprio e a própria ao mesmo tempo.

E fez-se o Raio!

Enquanto os trovões fazem barulho, o Raio impacta com a presença dos raros eleitos pelos Deuses do Olimpo.

Desfila velocidade e graça onde tantos se esforçam para apenas chegar ao final.

Finda a reta, estraçalhado o trajeto, eis que alongados ao extremo partem em direções opostas, um mostrando o céu, lugar daqueles que o elegeram, outro a terra, chão que não lhe permite limites. 

O Raio é assim, veloz e quando chega, impacta.

Efeito parecido é sentido naquele que usa as camisas da Individual, seja pela velocidade e impacto com que seduzem os que o seguem, seja pela explosão sensações só possível a um raio.

E você, que tal nos contar uma experiência com vitória?

 

Autor convidado: Roney Altieri.

Leave a Reply