fbpx

“Praia-se”

Escolha cinco coisas das mais deliciosas a se fazer nessa vida.

Pensou?

Pois bem…

Se entre elas não estiver o caminhar de mãos dadas com alguém numa manhã clara e fresca de Sol a dar boas vindas para o novo dia que se inicia, convido-o a repensar urgentemente algumas coisas que tem feito.

Pouca coisa pode ser mais gratificante.

Deixe que o silêncio tome a cena.

Deixe ao som dos ouvidos apenas as marolas que ao atravessarem o Oceano, chegam tranquilas e cansadas da viagem, prontas a lhe tocar os pés com a delicadeza que só o mar é capaz de fazê-lo.

Percebes como se dá esse toque?

Uma carícia.

Te toca a lateral, sobe delicadamente pelo peito do pé e encobre por tempo suficiente a apenas molhá-los como quem te massageia.

O mar sabe a exata medida daquilo que te dá prazer.

Cada passo, uma marca deixada na areia, desfeita delicadamente pela marola que se arrasta atrás de ti e de quem te acompanha.

Quase medida a exatidão a distancia entre os pés que passeiam.

Note as nuvens.

Brinque, como criança, a encontrar nelas as formas mais variadas possíveis.

Dia desses vi a Austrália prestes a ser devorada por um jacaré.

Vi um urso pilotando um avião.

Vi coisas que me fazem esquecer, mesmo que por minutos, as adversidades do dia a dia.

E os tons de cores que insistem em ser diversos e perfeitos com o passar de minutos?

Poucas vezes vai encontrar em algum lugar que seja, uma aquarela tão natural.

Sente a brisa?

Incrivel a capacidade do vento em se moldar ao espetáculo propiciado pelo amanhecer.

Eles com certeza combinam tudo isso, próprios de quem tem a capacidade única de se harmonizar em intensidade.

Rica na arte de se apropriar de delicias e prazeres, a caminhada pela praia num começo de manhã tem a virtude de potencializar sensações.

Abastece a tranquilidade, enche o tanque da paz, alimenta a alma.

Impossível não sair mais leve ao final dela.

Revigora relações, aproxima ainda mais os poucos distantes, dá novo alento aos que não mais estão tão pertos.

Impossível não apertar ainda mais a mão de quem está a seu lado.

Portanto, lembra do exercício que provoquei, se em teus cinco momentos mais prazerosos de se viver, não estiver o arrastar de pés envolvidos em areia da mais branca conhecida?

Repenses teus dias…

Leave a Reply