fbpx

“Rosa de mama”

Pensa no que nos dá a vida.

Agora pensa o que primeiro nos alimenta e faz a vida de qualquer ser humano começar a ter um sentido.

Elemento de atração explicável possivelmente pela importância e relevância que nos abre as portas dela, o seio materno tem sido ao longo dos tempos motivo para alegrias e infelizmente, tristezas também.

Interessante o pensamento vagar por essas duas vertentes da vida: a que a alimenta e, ao mesmo tempo, a que pode tirá-la.

Há tempos perdemos vidas por causa do câncer de mama.
Famílias dizimadas, destruídas pelo mal que assola mulheres e em vários casos também, homens.

Poucos sabem tratar-se de um mal que também atinge o universo masculino.

Mas atinge.

O tal toque nos seios serve a ambos como elemento de prevenção, e em muitos casos de salvar uma vida.

Outubro se tornou um mês representativo contra esse mal.
Obviamente que os outros meses não são menos importantes nesse sentido, porém escolher um mês específico para tratar do assunto de maneira prioritária, dá um destaque pra lá de especial para algo que tantos problemas traz.

Os números são cada vez mais alarmantes e trazem preocupação a todos.

Números informam que a cada 60 mulheres num universo de 100 mil descobrem o câncer de mama.

As causas identificadas variam em alguns aspectos e não existindo apenas uma, mas sim uma soma de fatores de risco para o câncer de mama. O primeiro deles é a idade, já que quatro de cinco casos acontecem depois dos 50 anos.

Alguns fatores comportamentais também aumentam o seu risco de desenvolvimento, como o sedentarismo, a obesidade depois da menopausa, consumo de bebidas alcoólicas e exposição constante a raio X.

Outros fatores como os reprodutores e hormonais também aumentam a incidência de casos como a primeira menstruação antes dos 12 anos, a primeira gravidez após os 30 anos, não ter tido filho, a menopausa após os 55 anos e ter feito reposição hormonal depois da menopausa principalmente por mais de 5 anos.

Importante frisar que obviamente os fatores genéticos são grandes causadores desse mal.

Nesse sentido, nunca é demais lembrarmos de todos os fatores que podem nos auxiliar no combate a esse mal, que se descoberto no começo tem 90% de possibilidade de cura.

Conseguimos entender dessa forma a importância do compartilhamento de todas as informações que envolvem a prevenção do câncer de mama?

Podemos fazer desse mês de Outubro algo tão rosa que num sentido mais intenso ajude mais e mais pessoas a se prevenirem a respeito?

Sim, para as perguntas.

Como o sim também vai para esse Outubro Rosa, sempre importante e fundamental a tratarmos e diminuirmos os danos causados por tão impactante mal.

@roneyaltieri

Leave a Reply